Alunos Atletas de Jiu-Jitsu São Graduados em Viçosa do Ceará


Na manhã do domingo, 22 de setembro/2013 o Secretário de Desporto e Lazer de Viçosa do Ceará; Amauri Carneiro - Esteve presente no PRIMEIRO CAMPEONATO DISTRITAL DE OITICICAS DE JIU JITSU. O evento reuniu alunos, professores da modalidade em Viçosa do Ceará e das cidades de Tianguá, Ubajara, Camocim e Mucambo. A Quadra Poliesportiva da Escola Municipal de Oiticicas foi palco para realização da competição onde os vencedores receberam premiações e medalhas.

O PROJETO MAIS EDUCAÇÃO é um marco importante para a atuação do esporte e do lazer na educação escolar e intersetorialidade dos campos envolvidos. Espaço representativo de um novo tempo de desenvolvimento social e humano que assume o esporte e o lazer como meios e fins educativos. A importância do estabelecimento de relações interpessoais e coletivas para a apropriação e o acesso a conhecimentos e experiências de esporte e lazer, considerados como dois dos fatores prioritários do desenvolvimento humano. Relações que, para serem mantidas, devem priorizar os valores que alicerçam a convivência entre iguais e diferentes, bem como ampliar e diversificar as formações e oportunidades de práticas de esporte e lazer pelos sujeitos de todas as idades.
Entendemos que cada sujeito vive etapas diferentes de aprendizagem, com facilidades, dificuldades, competências e habilidades diversas; com possibilidades de aprender que também se diferenciam uma das outras, traduzindo em experiências únicas as práticas culturais. Todos podem aprender coisas diferentes em tempos diferentes, o que garante a diversidade e a riqueza cultural. E, nesse contexto, o esporte e o lazer têm papéis especiais na formação ampliada, tendo em vista a educação integral, que implica escola, família e comunidade. Temos à frente o desafio da construção da sinergia capaz de reunir os esforços na mesma direção da conquista da cidadania pelo esporte e o lazer!
O esporte e lazer na vida moderna colocam-se como espaços privilegiados para a vivência de valores que podem contribuir para mudanças de ordem moral e cultural. Devem ser encarados enquanto um campo de intervenção pedagógica, com características específicas, sendo possível com ele interferir e modificar a realidade social. Como desafio, os educadores deverão tornar as atividades acessíveis a todos, de forma qualitativamente superior à existente e conceber a intervenção no âmbito do lazer como algo que possa contribuir para superar a lógica social pautada pela negação da diferença e desigualdade de acesso.  As ações devem partir sempre do pressuposto de que as
atividades esportivas propostas não visam, exclusivamente, ao rendimento, mas sim, à valorização das diferentes formas de expressão, ou seja, não é porque um aluno não possui uma habilidade refinada no futebol que deve ser tratado de forma inferiorizada nas aulas. Muitas vezes, esse aluno possui maior afinidade com outros componentes da cultura corporal ou com outras habilidades. Assim, deve-se não apenas respeitar, mas também mostrar aos alunos que é importante valorizar as diferentes formas de expressão. Para tanto, a ação comunicativa coloca-se como vital para essa superação. A ação concreta e organizada dos educadores deve estender a todos o acesso às práticas culturais, qualificando e diversificando a vivência cultural,
buscando a promoção da autonomia dos participantes e colaborando para a superação das injustiças sociais, pois a educação, como um processo de aprendizado da cultura e de seus sistemas simbólicos, é multifacetada, ou seja, não se restringe a um momento particular e formal da vida humana, mas está diluída nos mais diferentes espaços de relações sociais. A partir da compreensão do esporte e do lazer e do entendimento dos vários tipos de conhecimentos implicados, dos conteúdos, atitudes e valores envolvidos e das possibilidades de se constituírem como ferramenta de participação, é possível construirmos novos arranjos e configurações para os mesmos. A diversidade de que falamos é muito rica. No Programa Mais Educação, o esporte e o lazer, como práticas sociais e de aprendizagem da cultura representam formas de educação que ocorrem em diferentes espaços e tempos dentro e fora da escola, envolvendo os saberes comunitários (habitação, corpo/vestuário, alimentação, brincadeiras, curas e rezas, expressões artísticas, calendário e narrativas locais, dentre outros) e os saberes escolares, alertando para a premissa de que a escola não se encerra em si mesma, torna-se parte integrante da vida de seus alunos e da comunidade onde está inserida.
Ao Centro - Secretário de Desporto e Lazer; Amauri Carneiro, o Prefeito Divaldo Carneiro Soares - Praticante da Modalidade com os Faixas pretas de Jiu-Jitsu