Tradição Nordestina

Na noite do dia 07 de julho/2013 a comunidade do Bairro São José realizou uma grande quadrilha junina que contou com o apoio do Governo Municipal de Viçosa do Ceará através da Secretaria de Desporto e Lazer.

Encerrando as festividades Juninas de nosso município, a QUADRILHA JUNINA TERRA DA LUZ encantou o público presente com sua organização e número de participantes, mostrando que nossa cultura nordestina está sendo preservada. 

O evento que ocorreu nas dependências do Estádio Municipal garantiu muita animação, com comidas típicas da época, milho cozido, pamonha, canjica e bolos de milho, para o povo presente.

O Secretário de Desporto e Lazer de Viçosa do Ceará; Amauri Carneiro representou o Governo Municipal e levou consigo sua família para prestigiar mais um investimento em políticas públicas voltadas para a juventude.

As Festas Juninas são uma forte tradição, na qual a promoção da cultura popular está no centro da roda. Historiadores afirmam que a festividade surgiu com este
nome por acontecer durante o mês de junho. Outra versão diz que a festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seria uma homenagem a São João.Quadrilhas, fogueiras, pipocas e bandeirinhas coloridas são alguns dos elementos que ganham espaço nas ruas, cidades e escolas no mês de junho. Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do país, é no Nordeste que as Festas Juninas ganham uma grande expressão. Em razão de longos períodos de seca na região, as festas
Secretário Amauri Carneiro e
 a psicóloga Thanandra Veras
são um momento de agradecer as raras chuvas que caem naquelas terras. As homenagens e os agradecimentos são feitos a três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio.A Festa Junina chegou ao Brasil através dos portugueses, no período colonial, trazendo influência de diferentes países da Europa e da Ásia. A dança marcada, que inspirou a criação da quadrilha, teria vindo da França; a tradição de soltar fogos de artifícios, da China; a dança de fitas, da Espanha e Portugal. Estas e outras expressões culturais misturadas às culturas africana e indígena resultaram no que hoje conhecemos como as Festas Juninas brasileiras.