I Exame de Karate para Crianças em Viçosa do Ceará/CE

Na tarde do sábado 06 de julho/2013,o Secretario de Desporto e Lazer de Viçosa do Ceará; Amauri Carneiro prestigiou O PRIMEIRO EXAME DE FAIXA para crianças do município na modalidade KARATÊ. 
Convidado pela escolinha de KARATÊ da ACADEMIA BOA FORMA, Amauri Carneiro; grande incentivador do esporte em Viçosa do Ceará uniu-se ao público formado por pais, familiares e sociedade em geral para acompanhar de perto a dedicação, esforço e disciplina dos pequenos caratecas.
A Professora Ana Lídia vem trabalhando a cultura do Karatê, resgatando os valores da disciplina, respeito, cidadania entre outros, tão importantes nos dias atuais. 
No mundo globalizado que vivemos hoje, a maioria das crianças e adolescentes esquecem ou não se interessam em realizar atividades coletivas (de contato físico), e acabam se isolando na frente de seus computadores ou jogos eletrônicos, esquecendo os valores sociais conquistados nas relações com os outros que nos cercam e que são de suma importância para todo ser humano. O que se observa na sociedade, é que grande parte das crianças e adolescentes em idade escolar, se encontram desestimulados para estudar, com falta de concentração e até mesmo dificuldade no campo psicomotor e o lado afetivo bastante descontrolado. Levar à criança e o adolescente a treinar karatê é muito mais do que oferecer uma aula administrada no intuito de promover a prática de um esporte. Consiste em proporcionar um maior aprendizado por parte dos alunos, formando cidadãos mais preparados para o mercado de trabalho e para vida. O objetivo da prática do Karatê é desenvolver nos alunos a sua capacidade nos planos psicomotor, afetivo e cognitivo.
O karatê exige de seus praticantes muita disciplina, dessa forma, indicada para pessoas que possuem uma conduta mal educada.Também indicada para pessoas tímidas, devido ao seu poder de integração, para aquelas com falta de concentração, devido a sua necessidade de agilidade, para as agressivas, devido a sua canalização de energia física e mental, enfim, a prática do karatê é indicada para qualquer tipo de pessoa, gênero ou idade, contribuindo positivamente não somente para o físico, mas também para a mente e o espírito.  
Segundo relatos bibliográficos: tudo indica que o Karatê surgiu na Índia, por um monge cujo o nome era, BODHI DHARMA, mais conhecido como DARUMA, depois passando, pela China, e após, para a ilha de Okinawa – Japão. Nesta ilha o Karatê foi desenvolvido por Cichin-Funakoshi – o Pai do Karatê Moderno (pois ele foi o responsável pelas adaptações das técnicas do desporto). Com isso as crianças puderam praticar, uma vez que antes, só os adultos praticavam. 
A prática das lutas faz parte da vida do homem desde tempo remoto, entre outros, na perspectiva da sobrevivência humana em luta por comida, abrigo ou defesa, ou mesmo como uma prática corporal para o bem estar orgânico. Institucionalizada enquanto modalidade esportiva, constitui-se num fenômeno cultural de marcante universalidade, que, devido aos benefícios que advém de sua prática, tem um número gradativamente mais elevado de praticantes. No contexto contemporâneo, enquanto uma produção humana, as lutas possuem um corpo de conhecimento e uma prática corporal que faz parte do saber escolar e não escolar, assim as lutas constituem-se em conteúdo a ser ensinado pela área de Educação Física em nível de escola e em outros ambientes da educação não formal.
Tradicionalmente presente no meio escolar da Educação Física, o conteúdo esportivo apresenta uma diversidade de manifestações, quer seja quanto a sua forma de organização pedagógica para a aprendizagem (iniciação ou estimulação esportiva, aprendizagem, aperfeiçoamento e treinamento), quer seja na distribuição do seu ensino nos diferentes níveis escolares, quer na definição de qual saber esportivo deve adentrar a escola. Nesta perspectiva realizou-se este estudo com o objetivo de investigar o interesse e prática da modalidade karatê no ambiente escolar por alunos(as) do ensino fundamental. 
Na infância a criança se expressa através do movimento.
O desenvolvimento do esquema corporal é um dos fatores mais importantes nessa fase, pois é o meio pelo qual a criança toma consciência de seu corpo e das possibilidades de expressar-se através dele.A prática do Karate-do tem influência sobre os aspectos motores, cognitivos e afetivos da criança, ajudando a desenvolver: coordenação motora, lateralidade, orientação espaço-temporal, equilíbrio, concentração, respeito, disciplina, paciência e amizade.Por causa dessa influência positiva sobre os aspectos psicomotores, o Karate tem grande importância desde a educação infantil, pois ajuda a criança a se desenvolver melhor e de forma global.
Afirmou Amauri Carneiro - Secretário de Desporto e Lazer.