Copa de Futebol Para a Juventude da Ibiapaba é Apresentada aos Membros da AMI


Estiveram reunidos na na noite da quarta-feira, 19 de junho/2013 no auditório do SEBRAE na cidade de Tianguá/CE, prefeitos que integram a região da Ibiapaba. O encontro foi promovido pela a Associação dos Municípios da Ibiapaba (AMI) para traçar planos e estratégias para a melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento regional da microrregião.

Um dos assuntos que estiveram em pauta foi a COPA JUVENTUDE DA IBIAPABA- evento que visa contemplar os nove municípios que compõe a Serra da Ibiapaba: Ipu, Guaraciaba do Norte, Croatá, São Benedito, Carnaubal, Ibiapina, Ubajara, Tianguá e Viçosa do Ceará. Através de um torneio, formado pelas seleções sub 18 das cidades ibiapabanas garantindo a integração regional pelo esporte.
O projeto apresentado pelo Secretário de Desporto e Lazer de Viçosa do Ceará foi bem recebido e apoiado pelos governantes das cidades ibiapabanas que se fizeram presentes na ocasião.
O projeto esportivo em questão envolve a participação de jovens da rede de ensino (pública e/ou privada) chamando-os a interagir de forma regional pela disputa da competição. 
O torneio, formado pelas seleções sub 18 das cidades ibiapabanas será um evento de congraçamento e integração regional pelo esporte além de ser um produto de lazer saudável de inestimável valor. 
Jovens atletas, seus amigos e familiares e ainda toda a sociedade terão a oportunidade de vivenciar uma competição organizada de forma profissional com obediência à regra do jogo ao “fair play” e ainda às melhores políticas esportivas de nosso país. 
Poucas são as regiões à exemplo da Ibiapaba que reúnem condições logísticas e estruturais de integração de seus municípios capazes de permitir ações desta natureza.
Não é novidade que o esporte é uma das mais eficazes ferramentas públicas de gestão. 
A prática do esporte seduz crianças e jovens em situação de risco e Vulnerabilidade social trazendo-os ao convívio em sociedade, à rede de ensino, ao serviço de saúde preventiva, integrando-os enfim à vida normal da sociedade. 
A prática do esporte está contemplada nas diretrizes básicas de políticas programáticas na área da educação (ex: Programa Segundo tempo, olimpíadas escolares) de cunho social e de juventude (Programa Pro Jovem) e até mesmo em ações que aproximam a criança e o jovem de sua identidade regional como os jogos do interior. 
Esta proposta abre um espaço que integra tudo isso e ainda atua como forma de integração e fortalecimento da própria região ibiapabana, fornecendo um lazer saudável e convidativo à toda a sociedade.
Criada em 2013 a AMI - Associação dos Municípios da Ibiapaba tem como objetivo o fortalecimento e a união dos nove municípios que compõe a região da Ibiapaba: Ipu, Guaraciaba do Norte, Croatá, São Benedito, Carnaubal, Ibiapina, Ubajara, Tianguá e Viçosa do Ceará. Atualmente a presidente da AMI é a prefeita de Ibiapina, Sra. Marta Ângela Sobreira Vanderlei. A AMI vem desenvolvendo um papel significante na luta por melhores recursos para a região da Ibiapaba.
A ocasião também foi oportuna para a apresentação de outros projetos que visam impulsionar o turismo na microrregião.



A Serra da Ibiapaba, também conhecida como Serra Grande, Chapada da Ibiabapa e Costa da Ibiapaba, é uma região montanhosa que localiza-se nas divisas dos estados do Ceará e Piauí.
Uma região atraente em riquezas naturais que já era habitadas por diversas etnias indígenas. Os povos que viviam já negociavam diversos produtos naturais com povos europeus, tais como os franceses, antes mesmos da chegadas dos portugueses. Habitada inicialmente por índios tabajaras e tapuias, foi bastante retratada no livro Iracema de José de Alencar. 
A cidade mais antiga da serra é Viçosa do Ceará, que foi colonizada pelos jesuítas da Companhia de Jesus a partir do século XVI. Também encontram-se as cidades de Tianguá, Ubajara - onde existe a Gruta de Ubajara e o bondinho do Parque Nacional de Ubajara - São Benedito, Ibiapina, Croatá, Guaraciaba do Norte - neste município encontra-se a cidade de pedras, Carnaubal e outros diversos lugarejos. 
É grande produtora de hortaliças e flores que são exportadas para a Europa e também é grande produtora de cana-de-açúcar e derivados como cachaça, rapadura, mel entre outros, distribuindo estes produtos para toda a Região Norte do Ceará e parte do Piauí. 
Atravessa de norte a sul o extremo oeste do Estado, limitando-o com o Piauí. Caracterizando-se como uma cuesta, seu relevo possui uma escarpa íngreme voltada para o Ceará e outra, cujo declive, é bastante suave e gradual em direção ao oeste, voltada para o Piauí. As altitudes médias são de 750m. De norte a sul e de leste a oeste, ocorrem variações nítidas de condições climáticas. Na sua vertente voltada para a Depressão Sertaneja cearense, em especial na parte nordeste, possui vegetação tropical frondosa e densa, sendo considerada Mata Atlântica, por está em uma zona de transição possui micro-biomas de cerrado, matas dos cocais, floresta amazônica e caatinga, em alguns pontos, estas vegetações aparecem mescladas. Tem rica fauna, com muitas aves, roedores e mamíferos de grande porte, como onça-parda, veado-campeiro e paca. Nesta região ocorre a mais intensas pluviosidades do território cearense, superior a 2.000m. Por outro lado, percorrendo-se alguns quilômetros para oeste, as chuvas orográficas não são mais tão intensas e configuram um clima semi-árido com vegetação de carrasco. Da mesma forma, do norte para o sul, vão diminuindo as pluviosidades, o que resulta na predominância da caatinga na parte sul, particularmente após o boqueirão constituído pelo Rio Poti. Um destino turístico famoso da região é a Serra de Ubajara, famosa por seu bondinho, cachoeiras e grutas. Há também uma abundância de cursos e quedas d'água, destacando-se a Bica do Ipu, cujas águas lançam-se do Pico Angelim, na Serra da Amontada, a 130m de altitude, e a Cachoeira da Pirapora em Viçosa do Ceará, na divisa com o Estado do Piauí.